palavra viva

“LEVANTAI OS OLHOS E OBSERVAI AS ALTURAS: QUEM CRIOU TUDO ISSO? FOI AQUELE QUE COLOCA EM MARCHA CADA ESTRELA DO SEU INCONTÁVEL EXÉRCITO CELESTIAL, E A TODAS CHAMA PELO NOME” (ISAÍAS 40:26)

O SIGNIFICADO DA VIDA

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Sebrae incentiva empreendedorismo indígena no Centro Sul maranhense

Expositores indígenas durante o IV Seminário de Turismo Regional do Polo das Serras, Guajajara, Timbira e Kanela. 

Artesã indígena Alzira Guajajara nasceu e desde muito cedo começou a produzir suas peças artesanais.


Sebrae capacita indígenas guajajaras em  curso de manipulação de alimentos. 

tradicional artesanato indígena é presença forte na região de Grajaú onde estão presentes os povos Guajajaras.

O empreendedorismo na região centro sul do Maranhão é formado de diversas formas e por meio de vários segmentos e grupos sociais, incluindo aqui, os povos indígenas. A regional do Sebrae de Grajaú está localizada numa área estratégica e primitiva, povoada por índios Guajajaras, Timbira e Kanela que fazem parte da reserva Araribóia.

Os índios Guajajaras se instalaram na região a partir do final do século XVIII, expandindo seu território nas margens dos rios Pindaré, Grajaú, Mearim e Zutiua onde se estabeleceram pouco antes da chegada dos brancos, disputando com vários grupos timbiras as áreas de caça.

Nesse contexto histórico a artesã indígena Alzira Guajajara nasceu e desde muito cedo começou a produzir suas peças artesanais.  Dona Alzira é uma empresária assídua nos encontros e eventos realizado pelo Sebrae, onde além de expor seus produtos, ela diz que aprende com a nova geração e ainda incentiva seu povo a investir na própria cultura, que é uma oportunidade de ganhar dinheiro.

“Já tem 36 anos que produzo artesanato, comecei produzindo as redes, depois os capacetes, e por último as bijuterias feitas com sementes. As peças variam de preço e rende um bom dinheiro. Sempre consegui ganhar dinheiro produzindo e vendendo as minhas peças, o que me alegra muito, porque eu ganho dinheiro e espalho nossa cultura em meio ao povo branco”, ressaltou dona Alzira, que hoje, mesmo com a deficiência visual, não deixa de produzir suas peças artesanais.

A artesã participou do IV Seminário de Turismo Regional do Polo das Serras, Guajajara, Timbira e Kanela, realizado no prédio do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Campus Barra do Corda, no último dia 06, que reuniu cerca de 200 participantes.
Com o intuito de promover a cultura e o empreendedorismo indígena, especialmente em relação ao turismo e cultura, os índios Guajajara, Timbira e Kanela participaram da exposição, da apresentação cultural e da discussão de assuntos de interesse ao polo.

“O Polo Turístico das Serras, Guajajara,Timbira e Kanela é foco de um projeto grandioso que só tem a contribuir com o crescimento da região e o Sebrae está aqui para somar e ser um grande incentivador dos projetos de turismo no Maranhão, contribuindo sempre com o desenvolvimento do estado”, afirma o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Além de incentivar os grupos indígenas da região a participar dos eventos, como o seminário de turismo e a expor seus produtos nessas ocasiões, o Sebrae, por meio da regional de Grajaú, já realizou também algumas capacitações voltadas este público, com foco nas atividades de corte costura e manipulação de alimentos, cursos realizados em 2016 em parceria com a Policia Militar do Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado pela sua participação grato
por sua visita!...e fique a vontade para opinar.

seta

seta

CONTATO DO BLOG:Folha de Cuxá

josinaldosmille@hotmail.com

colunaemfolhadecucha@gmail.com

Telefones:(99)98157-6879 //(99)-99175 - 2799

BLOGOSFERA