palavra viva

“LEVANTAI OS OLHOS E OBSERVAI AS ALTURAS: QUEM CRIOU TUDO ISSO? FOI AQUELE QUE COLOCA EM MARCHA CADA ESTRELA DO SEU INCONTÁVEL EXÉRCITO CELESTIAL, E A TODAS CHAMA PELO NOME” (ISAÍAS 40:26)

O SIGNIFICADO DA VIDA

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Soldados chineses agora têm armas laser.


O exército da China agora está usando armas laser – não do tipo que os Stormtroopers usam em “Star Wars”, como você pode estar pensando, mas igualmente perigosas.

Segundo o site Popular Science, as armas não têm capacidades fatais. Porém, estão sendo utilizadas principalmente para cegar alvos, bem como interferir ou causar danos à visão a laser ou noturna dos equipamentos dos oponentes.

Embora convenções internacionais como o protocolo de 1998 sobre Cegamento por Armas Laser proibir o uso de lasers e outras armas ofuscantes contra os seres humanos, esses sensores ópticos e térmicos aparentemente podem ser usados em veículos, aeronaves e robôs.

O laser PY132A por exemplo, recentemente exibido em uma exposição da polícia chinesa, poderia ser usado contra drones terroristas e irregulares, tendo um laser poderoso o suficiente para cegar também os sensores inimigos e câmeras. Ele ainda vem equipado com imagens térmicas e noturnas que aumentariam sua precisão. O disparador a laser Low Altitude Guard II, por sua vez, poderia ser utilizado pela polícia com a capacidade de abater veículos aéreos não tripulados pequenos – aparentemente, há uma opção mais poderosa da arma para uso militar.

Na prática.

Em combate, estes rifles de laser podem ser usados para interromper e até mesmo destruir os visores termossensíveis de tanques inimigos ou cegar drones que estejam voando devagar, destruir câmeras de segurança e sabotar sensores.

Estas aplicações respondem às preocupações sobre protocolos internacionais de longa data em torno da tecnologia, mas desenham uma linha muito tênue entre as possíveis violações. Por exemplo, ainda que a utilização proposta das armas siga o padrão definido, o que acontece quando os lasers forem usados contra as aeronaves tripuladas como helicópteros militares, onde o feixe de laser dispersando a luz poderia potencialmente cegar o piloto?

No entanto, enquanto armas a laser portáteis (essas, sim, como os blasters e phasers de “Star Wars”) ainda podem estar muito longe de ser usadas em combate, estes avanços na tecnologia militar combinados com um foco no uso de lasers como armas táticas podem tornar essa situação futurista uma realidade dentro da próxima década. [Futurism, Popular Science]


Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado pela sua participação grato
por sua visita!...e fique a vontade para opinar.

seta

seta

CONTATO DO BLOG:Folha de Cuxá

josinaldosmille@hotmail.com

colunaemfolhadecucha@gmail.com

Telefones:(99)98157-6879 //(99)-99175 - 2799

BLOGOSFERA