palavra viva

“LEVANTAI OS OLHOS E OBSERVAI AS ALTURAS: QUEM CRIOU TUDO ISSO? FOI AQUELE QUE COLOCA EM MARCHA CADA ESTRELA DO SEU INCONTÁVEL EXÉRCITO CELESTIAL, E A TODAS CHAMA PELO NOME” (ISAÍAS 40:26)

O SIGNIFICADO DA VIDA

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Hacker argelino desviou dinheiro de banqueiros sionistas e doou tudo para a Palestina e ONGs africanas.


O hacker argelino Hamza Bendelladj, de apenas 27 anos de idade, foi um dos mais caçados pelo FBI nos últimos tempos. Capturado e extraditado para os EUA, foi condenado à morte por se recusar a colaborar com Israel.

Hamza foi capturados nas montanhas da Tailândia em 2013, depois de uma caçada liderada pela Interpol e FBI. Ele é um cyber-ativista que se juntou ao clube exclusivo dos dez mais procurados pelos FBI. Foi extraditado para os Estados Unidos, onde o castigo final – o preço da solidariedade internacional - caiu sobre ele como um cutelo.

Entre os feitos inesquecíveis do jovem hacker, conseguiu entrar nas contas de milionários e banqueiros judeus sionistas em 217 bancos, desviando a quantia de US $ 4 bilhões. Um montante fabuloso que ele compartilhou com várias organizações não-governamentais na África, mas também ONGs palestinas, a quem doou mais de US $ 280 milhões.

Hamza Bendelladj invadiu também sites de embaixadas e chancelarias de países europeus, chegando a conceder vistos a vários jovens da Argélia.

Caçado pela Interpol e FBI, ele adotou o nome de Bois Hobin, uma alusão ao Hobin Hood, que roubava dos ricos para dar aos pobres. Sua carreira foi como um flash, mas ainda assim capaz de tirar o fôlego. Dentre suas realizações mais significativa foi hackear os sites dos serviços de inteligência de Israel, e repassar aos palestinos informações vitais sobre nomes de palestinos prestes a serem presos, deslocamentos de tropas nos territórios árabes ocupados etc. Informações transmitidas à resistência palestina.

Extraditado aos EUA, os israelenses tentaram cooptá-lo para que prestasse serviços aos órgãos de segurança de Israel, em troca de sua libertação, uma vez que o governo de Israel retiraria as acusações contra ele. Entretanto, provando ser um herói internacionalista, incorruptível, Hamza se recusou a colaborar com o inimigo israelense e foi condenado à morte.


O jovem argelino Hamza Bendelladj, filho da pequena cidade de Kouba, é um mártir dos povos que lutam por liberdade. É um verdadeiro herói e seu nome ficará gravado a ferro e fogo na história dos homens honrados, combatentes e revolucionários.

9 comentários:

  1. A li uma versão que esse cara é pastor e foi condenado por pregar o cristianismo em Israel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Ricardo Magalhães.
      Onde leu essa outra versão de que fala?
      Obrigado

      Excluir
  2. isso é uma istória e não história.

    ResponderExcluir
  3. O hacker realmente existe, mas não foi morto não.

    ResponderExcluir
  4. Esse cara aí é um pastor, que realmente foi morto, a história do hacher é verdadeira,mas ele não foi executado, ou seja, mais verdades.

    ResponderExcluir
  5. http://www.aljazeera.com/news/2015/09/algerian-hacker-hero-hoodlum-150921083914167.html

    ResponderExcluir

obrigado pela sua participação grato
por sua visita!...e fique a vontade para opinar.

seta

seta

CONTATO DO BLOG:Folha de Cuxá

josinaldosmille@hotmail.com

colunaemfolhadecucha@gmail.com

Telefones:(99)98157-6879 //(99)-99175 - 2799

BLOGOSFERA