palavra viva

“LEVANTAI OS OLHOS E OBSERVAI AS ALTURAS: QUEM CRIOU TUDO ISSO? FOI AQUELE QUE COLOCA EM MARCHA CADA ESTRELA DO SEU INCONTÁVEL EXÉRCITO CELESTIAL, E A TODAS CHAMA PELO NOME” (ISAÍAS 40:26)

DOAÇÕES

DOAÇÕES

DOAÇÕES

O BLOG FOLHA DE CUXÁ é mantido por doações e anúncios publicitários... Se o blog é útil para você, pedimos que você reserve 1 um minuto para ajudá-lo a continuar on-line e crescer cada vez mais... Qualquer quantia R$ será de grande ajuda Obrigado! A todos que mensalmente mostram seu apoio para O BLOG FOLHA DE CUXÁ. Lembre-se de fazer uma doação de qualquer valor R$ para a continuidade do nosso trabalho. Qualquer quantidade de apoio financeiro neste momento será direcionada para cobrir despesas de INTERNET e manutenção. Agradeço antecipadamente...Obrigado! a todos que mostraram seu apoio para o nosso trabalho!

O SIGNIFICADO DA VIDA

segunda-feira, 21 de março de 2016

Pesquisa de preços do Procon/MA aponta quase 220% de variação em pescados.

Fiscais realizam pesquisa em mercados da capital


Com a proximidade da Páscoa, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA) realizou, entre os dias 7 e 15 de março, uma pesquisa que apontou uma variação de quase 220% no preço dos pescados em São Luís. Para conferir a pesquisa completa, basta acessar o site www.procon.ma.gov.br.

Ao todo, nove estabelecimentos foram pesquisados: Mercado Central e Mercado do Peixe na Praia Grande; feiras da Liberdade; João Paulo; Cidade Operária; Cohab; Supermercados Maciel; Mix Mateus do Vinhais; e Mateus Supermercados do Shopping da Ilha.

Dentre os 51 itens da lista, o campeão foi o quilo do peixe piau, que alcançou variação de 217,97%, chegando a custar de R$ 6,29, no Matheus do Shopping da Ilha e no Mix do Vinhais, até R$ 20, na Feira da Cidade Operária. Em segundo lugar ficou a cururuca, com variação de 160%, custando de R$ 5, na Feira do João Paulo, até R$ 13, no Mercado Central, seguida pela traíra e pela tainha pitiua, que variam, respectivamente, 150,42% e 150%.

Outros peixes típicos, como curimatá e palombeta, ocupam o 5º e o 6º lugar da lista. O quilo da curimatá pode custar de R$ 8,49 até R$ 20 (135,57% de variação), enquanto a palombeta foi encontrada por valores entre R$ 5,99 e R$ 12 (100,33% de variação. Já a famosa pescada amarela pode ser encontrada com preços entre R$ 22 e R$ 29,79 (35,41% de variação). Já os peixes pedra, pescadinha e serra não apresentaram variações grandiosas, 32,78, 21,16% e 18,45%, respectivamente.

Segundo o presidente do Procon, Duarte Júnior, é importante que o consumidor crie o hábito de pesquisar antes de comprar. “Esta nova pesquisa apontou mais um grande percentual entre fornecedores concorrentes. Os consumidores que seguirem a pesquisa poderão pagar bem menos e ter acesso a produtos de melhor qualidade”.

Mariscos
Quem gosta de mariscos também deve ficar atento para não gastar demais durante a Semana Santa. O sururu descascado e o camarão seco pequeno são, respectivamente, o 7º e o 8º itens com maior oscilação de preços. O quilo do sururu chega a custar R$ 40 reais, no Mercado Central, sendo encontrado também a R$ 20, no Mercado do Peixe e na Feira do João Paulo (100%). Já o camarão seco pequeno foi encontrado com preços entre R$ 18, na Feira do João Paulo, e R$ 35, no Mercado Central (94%).


O preço do quilo do camarão seco grande oscila 71,43%, custando de R$ 35 a R$ 60, no Mercado Central, na Feira da Liberdade, enquanto o camarão fresco grande varia 66,67%, custando de R$ 30, na Feira do João Paulo, a R$ 50, no Mercado Central. Mariscos menos comuns, como lula e arraia apresentam baixa variação de preços (10% e 1,66%, respectivamente).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado pela sua participação grato
por sua visita!...e fique a vontade para opinar.

seta

seta

CONTATO DO BLOG:Folha de Cuxá

josinaldosmille@hotmail.com

colunaemfolhadecucha@gmail.com

Telefones:(99)98157-6879 //(99)-99175 - 2799

BLOGOSFERA