palavra viva

“LEVANTAI OS OLHOS E OBSERVAI AS ALTURAS: QUEM CRIOU TUDO ISSO? FOI AQUELE QUE COLOCA EM MARCHA CADA ESTRELA DO SEU INCONTÁVEL EXÉRCITO CELESTIAL, E A TODAS CHAMA PELO NOME” (ISAÍAS 40:26)

O SIGNIFICADO DA VIDA

sábado, 23 de janeiro de 2016

Netanyahu Realiza Fórum Tecnológico Empresarial antes da CyberTech 2016.


O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, ontem, no Fórum Econômico Mundial em Davos, realizou uma reunião única sobre o avanço da defesa cibernética com o gerenciamento de diretores e figuras importantes na indústria cibernética global, incluindo da Sony, Hitachi, Lenovo, Intel, IBM e Hewlett Packard. Os participantes discutiram as ameaças cibernéticas e suas implicações no desenvolvimento e assimilação de tecnologias inovadoras, os riscos econômicos, sociais e estratégicos decorrentes de tais ameaças e da cooperação única necessária entre os governos e o setor empresarial a fim de garantir a capacidade de usar a revolução cibernética em benefício do bem-estar social global e do crescimento econômico.

O primeiro-ministro Netanyahu enfatizou que o rápido desenvolvimento do setor cibernético está criando oportunidades sem precedentes na sociedade mundial e na economia global e disse que os cyber mudou substancialmente os elementos básicos de nossas vidas como indivíduos e nações. Na nova era, a defesa cibernética é que torna o futuro possível e constitui uma condição prévia para o crescimento e a segurança. À luz desse entendimento, o Estado de Israel estabeleceu para si um poder cibernético com uma prioridade de topo, tornando-se uma estufa cibernética mundial – em que o espírito de inovação e atividade tecnológicas criam estratégias pioneiras e soluções para Israel e para o mundo.

O primeiro-ministro observou que Israel está realizando diversas melhorias, a fim de reduzir a vulnerabilidade das organizações às ameaças cibernéticas e referiu-se à criação de uma autoridade de defesa cibernética nacional que está trabalhando com o setor privado em uma base contínua, ao mesmo tempo em que aproveita os recursos e know-how das instituições de defesa.

Os líderes das empresas agradeceram as atividades cibernética de Israel. O primeiro-ministro Netanyahu convidou-os a investir em Israel e juntar-se às empresas cibernéticas que já estão em Israel.

O Diretor do Escritório do Primeiro-Ministro, Eli Groner e o Diretor-Geral do Israel National Cyber ​​Bureau (INCB) Dr. Eviatar Matania e o Presidente do Conselho Econômico Nacional Prof. Avi Simhon também participaram da reunião.
Dados da indústria cibernética em Israel em 2015:
Exportações – aproximadamente 3.5 bilhões de dólares, ou cerca de 5% do mercado global. No que diz respeito apenas a produtos, a participação de Israel é de aproximadamente 7% do mercado global.

Investimentos privados – estima-se ter ficado em 500 milhões de dólares, mais que o dobro de 2014. Os investimentos privados globais ainda não foi revelado. A partir do primeiro semestre de 2015, a participação do Israel foi quase 20% (segundo depois dos EUA). Não se espera que isso vai mudar significativamente até o final do ano.
Fusões e aquisições – estimado em 1,3 bilhões de dólares, quase o dobro de 2014.


http://www.cafetorah.com/forum-de-empresas-cybertech-2016/?utm_source=sendinblue&utm_campaign=ISRAEL_UM_P_NO_PASSADO_E_OUTRO_NO_FUTURO&utm_medium=email

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado pela sua participação grato
por sua visita!...e fique a vontade para opinar.

seta

seta

CONTATO DO BLOG:Folha de Cuxá

josinaldosmille@hotmail.com

colunaemfolhadecucha@gmail.com

Telefones:(99)98157-6879 //(99)-99175 - 2799

BLOGOSFERA