palavra viva

“LEVANTAI OS OLHOS E OBSERVAI AS ALTURAS: QUEM CRIOU TUDO ISSO? FOI AQUELE QUE COLOCA EM MARCHA CADA ESTRELA DO SEU INCONTÁVEL EXÉRCITO CELESTIAL, E A TODAS CHAMA PELO NOME” (ISAÍAS 40:26)

O SIGNIFICADO DA VIDA

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Grande Asteroide (recém descoberto) vai passar perto da Terra em 31/10.


Um asteroide de grandes proporções vai passar perto da Terra às vésperas do Halloween, em 31 de outubro. Batizado como 2015 TB145, a rocha espacial foi descoberta apenas no último dia 10 de outubro e tem diâmetro estimado em cerca de 470 metros.

A ameaça de asteroides e cometas pode ser reduzida significativamente se for resolvido o problema principal – a detecção antecipada de corpos celestes perigosos com tamanho superior a 50 metros de diâmetro, bem como a avaliação do risco do seu impacto COM A TERRA.

Cientistas anunciam problema principal na luta contra a queda de corpos celestes. Grande asteroide passará perto da Terra antes do Halloween. Rocha espacial recentemente descoberta chegará a distância da Terra pouco maior que a distância para a Lua.

 “A experiência dos eventos de Chelyabinsk (a cidade russa que foi atingida pelo impacto da explosão de um meteorito em 15 de fevereiro de 2013) mostrou que é preciso detectar também os corpos celestes com tamanho em torno de 10 metros no espaço próximo da Terra a fim de evitar uma possível colisão com um grande centro urbano, com pelo menos, 3-5 horas antes de isso acontecer” diz-se no documento do Congresso sobre a estratégia global e nacional de gestão de riscos e desastres naturais realizado em Moscou, na Rússia.

Anteriormente, foi relatado que, após a queda do meteorito em 15 de fevereiro de 2013 em Chelyabinsk, a área atingida pela onda de choque foi de 6,5 mil quilômetros quadrados, o que, por exemplo, é 2,5 vezes mais do que a área total da região metropolitana de Moscou.

A onda de choque depois da explosão quebrou as janelas de mais de 7 mil edifícios, mais de 1,6 mil pessoas foram feridas com os estilhaços de vidro e paredes de uma indústria desabaram. As perdas econômicas ultrapassaram a casa dos $ 1,2 bilhões de rublos.

Apenas 1% dos corpos celestes perigosos com tamanho superior a 50 metros é conhecido pelos especialistas, concluíram os participantes do Congresso sobre a estratégia global e nacional de gestão de riscos e desastres naturais realizado em Moscou.  Os cientistas ainda não sabem como lidar com o problema dos corpos celestes perigosos.

De acordo com os cientistas, o problema principal é que as características do corpo ameaçador são pouco conhecidas e isso impede a avaliação com confiança das consequências da utilização de armas para destruir ou alterar a órbita de um corpo celeste prestes a entrar em nossa atmosfera cair no solo causando destruição.

Grande asteroide passará perto da Terra antes do Halloween.

RIO – Um asteroide de grandes proporções vai passar perto da Terra às vésperas do Halloween. Batizada como 2015 TB145, a rocha espacial foi descoberta apenas no último dia 10 de outubro e tem diâmetro estimado em cerca de 470 metros. De acordo com os cálculos da NASA, o asteroide chegará à distância de 499 mil quilômetros do planeta, ou cerca de 1,3 vez a distância média da Lua, no ponto de maior aproximação, previsto para a madrugada do dia 30 para 31 de outubro, e não há perigo de colisão com a Terra.

Ainda segundo a NASA, o 2015 TB145 é a maior rocha espacial conhecida a se aproximar de nosso planeta até 2027, quando o asteroide 1999 AN10, estimado em mais de um quilômetro de diâmetro, poderá chegar a pouco mais de 30 mil quilômetros da superfície da Terra, mas também sem chance de impacto com o planeta.

Embora o 2015 TB145 não represente perigo para o planeta nesta passagem, sua RECENTE descoberta tão próxima de sua aproximação mostra o quanto a Humanidade ainda está vulnerável a uma colisão com este tipo de objeto.

Isso porque, enquanto a grande maioria dos asteroides tem órbitas quase circulares próximas ao plano onde os planetas circulam em torno do Sol, o 2015 TB145 apresenta uma órbita extramente excêntrica, no formato de uma elipse, e altamente inclinada com relação a este plano, cerca de 40 graus, o que faz com que rochas espaciais como ele sejam muito difíceis de serem detectadas a tempo de se tentar impedir o choque com a superfície da Terra com as tecnologias atuais.

Mas apesar de ser relativamente grande, aproximadamente 28 vezes o tamanho do meteoro que explodiu sobre a cidade de em Chelyabinsk, na Rússia, em fevereiro de 2013, deixando cerca de duas mil pessoas feridas, o 2015 TB145 não é grande o bastante para provocar uma catástrofe de proporções globais como o asteroide com cerca de 10 quilômetros de diâmetro cujo impacto acredita-se ter levado à extinção os dinossauros há cerca de 65 milhões de anos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado pela sua participação grato
por sua visita!...e fique a vontade para opinar.

seta

seta

CONTATO DO BLOG:Folha de Cuxá

josinaldosmille@hotmail.com

colunaemfolhadecucha@gmail.com

Telefones:(99)98157-6879 //(99)-99175 - 2799

BLOGOSFERA