palavra viva

“LEVANTAI OS OLHOS E OBSERVAI AS ALTURAS: QUEM CRIOU TUDO ISSO? FOI AQUELE QUE COLOCA EM MARCHA CADA ESTRELA DO SEU INCONTÁVEL EXÉRCITO CELESTIAL, E A TODAS CHAMA PELO NOME” (ISAÍAS 40:26)

DOAÇÕES

DOAÇÕES

DOAÇÕES

Obrigado a todos que mensalmente mostram seu apoio para O BLOG FOLHA DE CUXÁ. Lembre-se de fazer uma doação de qualquer valor R$ para a continuidade do nosso trabalho. Qualquer quantidade de apoio financeiro neste momento será direcionada para cobrir despesas e manutenção. Agradeço antecipadamente...obrigado a todos que mostraram seu apoio para o nosso trabalho!

O SIGNIFICADO DA VIDA

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

A volta da Kombi, repaginada.



Com a atenção de todos atraídos para escândalos recentes da Volkswagen, em que um software foi instalado nos automóveis a diesel para enganar os testes de emissões, não muito mais sobre a fabricante alemã de automóveis tem sido falado. Mas descobrimos que eles tinham anunciado recentemente uma nova versão do hippie favorito de todos. Então leitores do Engenharia é:, vamos falar um pouco sobre isso.

Tempos atrás, eram apenas boatos espalhados sobre o retorno do ícone da Volkswagen.  Recente o chegce de desenvolvimento  da VW Hans-Jakob Neusser,  fez um anúncio público desta nova (velha) kombi, explicando que eles estão trabalhando na versão elétrica do notado clássico.

As primeiras unidades da kombi foram produzidas por volta de 1950, mas devido a uma série de mudanças nas normas de segurança alemã a produção de veículos foi terceirizada para o Brasil na década de 1970.

Em seguida, em 2013, a sua produção parou completamente, porque os veículos não estava em conformidade com a alteração das normas de segurança de 2014 no Brasil, incluindo os requisitos da ABS e airbags múltiplos.

A nova geração da kombi (que, como o VW Beetle é conhecido por vários nomes ao redor do mundo, como Microbus, Transporter, Camper e Kombi) é estimado para começar a ser fabricado em 2017 na fábrica da VW em Puebla, no México. O motor refrigerado a ar será substituído por uma opção híbrida-propulsão com várias novas tecnologias que foram recentemente apresentadas em outros modelos sustentáveis ​​do Grupo VW. A autonomia da nova van pode chegar a até 500 km, dependendo das configurações utilizadas. No entanto, motores a gasolina e motores a diesel também serão oferecidos como opções para os clientes.

Quanto ao seu design, Neusser disse a Autocar  que qualquer tentativa de um novo conceito teria que manter um número  “muito importantes” de características das vans originais.

Em 2001, a marca aproveitou a tendência vintage em expansão (tomado por modelos como o VW New Beetle, o Chrysler PT Cruiser e o Ford Thunderbird) para apresentar o conceito da van  durante o Detroit Auto Show. Uma década mais tarde, foi a vez de a estréia Bulli no Geneva Motor Show, já adaptado aos requisitos do fabricante de um modelo menos poluente. Podemos apenas esperar que o projeto final da van mantém a essência e a beleza do original icônico. Mas o fato é que a VW nunca escondeu seu desejo de trazer de volta o hippie.


Fonte: Engenharia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado pela sua participação grato
por sua visita!...e fique a vontade para opinar.

seta

seta

CONTATO DO BLOG:Folha de Cuxá

josinaldosmille@hotmail.com

colunaemfolhadecucha@gmail.com

Telefones:(99)98157-6879 //(99)-99175 - 2799

BLOGOSFERA